Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

Práticas e Representações Femininas


 Do Catolicismo à Cultura Letrada.

 
Na transição do século XIX para o século XX, interesses divergentes competiam para determinar os rumos do Brasil que deixava de ser império e passava a república. Se, por um lado, o Estado que se formava tinha uma forte tendência para o racionalismo e a qualidade de laico, a elite dominante era altamente influenciada pelos moldes europeus de uma sociedade baseada nas crenças católicas. Envolvida nesse contexto, a realidade feminina também se tornou contraditória. Se, por um lado, foi oferecida às mulheres a oportunidade da formação educacional, por outro, os ensinamentos da escola impunham um modelo que muito se afastava dos conceitos de liberdade e independência. O Colégio Nossa Senhora de Lourdes, rigidamente comandado pelas irmãs francesas da Congregação das Irmãs de São José, passou a funcionar em Franca no dia 1° de novembro de 1888 e, com ele, ficou garantida a educação das meninas sob os moldes do conservadorismo católico. Entre aulas de Doutrina Cristã, Caligrafia, História Sagrada e Canto, as meninas viviam um cotidiano construído em todos seus detalhes de acordo com o ideal de mulher como mãe amorosa, esposa dedicada ao lar e subordinada à autoridade do marido. Práticas e representações femininas faz dos fatos históricos uma compreensão da posição feminina na sociedade no passado e no presente. Assim como ocorreu com a autora Patrícia Martins, a obra propõe que mulheres se reconheçam e a sociedade reflita sobre dogmas e posturas que poderiam ser mudadas na construção de uma realidade mais igualitária.






FICHA DO LIVRO


Editora: Paco Editorial
Páginas: 204
Ano: 2011
ISBN: 9788563381743




0 comentários:

Postar um comentário

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL