Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

A Origem da família, da propriedade privada e o estado

Autor: Friedrich Engels.


 O livro A origem da família, da propriedade privada e do Estado foi escrito por Engels em dois meses: de fins de março a fins de maio de 1884. Ao rever os manuscritos de Marx, ele descobriu um resumo detalhado do livro de L. H. Morgan A sociedade antiga. Marx havia feito esse resumo em 1880-1881, acompanhando-o de um grande número de notas críticas e de opiniões próprias ou complementos retirados de outras fontes. Ao escrever o livro – “em certa medida, como o cumprimento de um legado de Marx” –, Engels utilizou amplamente essas observações; além de algumas conclusões e dados concretos do livro de Morgan e de numerosos e variados dados suplementares extraídos das suas investigações sobre problemas da história da Grécia, de Roma, da antiga Irlanda, dos antigos germanos etc. Nos anos de 1860 a 1880, a “ciência da família” estava dando seus primeiros passos. A obra pioneira havia sido O direito materno (1861) de Bachofen, obra que expõe, pela primeira vez, a hipótese de que nas sociedades primitivas, durante um certo período, teria predominado o matriarcado: a ascendência social e política das mulheres sobre os homens. Na sequência: O casamento primitivo (1865) de Mac Lennan; Origem da civilização (1870) de Lubbock; e A sociedade antiga (1877) de Lewis Morgan. O grande mérito dessas obras foi a constatação de que a família tinha história e que, ao longo dos séculos, tinha conhecido diferentes formas. A origem da família, da propriedade privada e do Estado (1884) resgata, desde o início dos tempos, a análise materialista do desenvolvimento da civilização, classificando os tipos de família em consanguíneo, punaluano e monogâmico. Do livro de Morgan, extrai a divisão da sociedade antiga em três épocas – selvagem, barbárie e civilização –, segundo os progressos obtidos na produção dos meios de subsistência; e que formas principais de casamento correspondem aproximadamente aos três estágios: ao estado selvagem, o matrimônio por grupos; à barbárie, o matrimônio sindiástico; e à civilização, a monogamia com os complementos do adultério e da prostituição. A análise deste texto é peculiar e essencial para se compreender que, a partir do declínio de uma estrutura familiar primitiva – organizada em grupos de interesses comuns, vivendo numa propriedade comum a todos, sem o comércio e sem o acúmulo de riquezas –, foi se formando a sociedade moderna.
Acesse: http://pueblolivraria.com.br


FICHA DO LIVRO

Título: A Origem da família, da propriedade privada e o estado
Autor: Friedrich Engels

Editora: Expressão Popular
Páginas: 302
Peso: 351 g.


Gênero: Marxismo - Filosofia - Ciências Sociais


ISBN: 978-85-7743-313-3

0 comentários:

Postar um comentário

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL