Pesquisa

Aviso
Devido ao processo de migração da Banca Livraria Popular para o site da Pueblo Livraria, pedimos para enviar e-mail confirmando a disponibilidade dos livros antes de compra-los por este blog.

Poemóbiles

Autores: Augusto de Campos e Julio Plaza.

No Brasil, a experiência de livros-objeto nasce nitidamente do encontro entre poetas e artistas visuais nos períodos Concreto e Neoconcreto (final dos anos 50 e começo dos anos 60). A poesia concreta foi fundamental para sublinhar aspectos formais e sonoros das palavras, fazendo com que se descolassem da sintaxe tradicional, inventando uma outra sintaxe poética-visual para o texto. Como desdobramento das ideias desse período, os livros-objeto de Augusto de Campos e Julio Plaza são excelentes exemplos.

Objetos-poemas tridimensionais que se moviam à manipulação, POEMÓBILES é o resultado de uma parceria — das mais inovadoras e de fundamental importância para as artes gráficas e suas relações com a poesia no Brasil — entre o poeta Augusto de Campos e o artista e teórico Julio Plaza.

Caixa com 12 poemóbiles.

Acesse: http://pueblolivraria.com.br

FICHA DO LIVRO

Título: Poemóbiles
Autores: Augusto de Campos e Julio Plaza

Editora: Demônio Negro

Gênero: Poesia - Literatura Brasileira

Sobre os autores: AUGUSTO DE CAMPOS (São Paulo, 1931) é poeta, tradutor, ensaísta e um dos criadores da poesia concreta. Sua principal produção poética está reunida em VIVA VAIA (1979), DESPOESIA (1994), NÃO (2003). Em colaboração com Julio Plaza publicou também CAIXA PRETA (1975), REDUCHAMP (1976/2009).

JULIO PLAZA (Madrid, 1938 - São Paulo, 2003), artista multimédia, pesquisador de meios eletrônicos, exposições em diversos países autor de livros de artista, pesquisado/ em tradução intersemiótica. Autor de JULIO PLAZA-OBJETOS (1969), POÉTICA-POLÍTICA (1976), ARTE E VIDEOTEXTO (XVII bienal de São Paulo), V-IDEOGRAFIA EM VIDEOTEXTO (1983) sobre tradução intersemiótica (1985).

0 comentários:

Postar um comentário

Compre aqui na Banca Livraria Popular através do PagSeguro-UOL